ºC, Braga
Braga

Max º Min º

Guimarães

Max º Min º

Foto: Donna Ferrato
Pedro Magalhães

Cultura 11.09.2021 07H00

Direitos da mulher, racismo e ambiente em destaque nos Encontros da Imagem

Escrito por Pedro Magalhães
Festival Internacional de Fotografia e Artes Visuais começa na sexta-feira, dia 17, e tem previstas 47 exposições de 64 fotógrafos, em 25 espaços distintos - 14 dos quais em Braga -, entre Braga, Guimarães, Barcelos, Porto e Gaia.
Declarações de Carlos Fontes, Manuela Martins e Miguel Bandeira

false / 0:00

Os direitos das mulheres, o racismo, o ambiente ou o confinamento provocado pela pandemia são alguns dos temas em destaque nas fotografias que estão estar em exposição nos Encontros da Imagem – Festival Internacional de Fotografia e Artes Visuais.


O evento decorre entre a próxima sexta-feira, dia 17, e o dia 31 de outubro, tendo previstas 47 exposições de 64 fotógrafos, em 25 espaços distintos - 14 dos quais em Braga -, entre Braga, Guimarães, Barcelos, Porto e Gaia (na freguesia de Avintes). Além da fotografia, o evento acolhe conversas, conferências, um ciclo de cinema, e visitas guiadas.


O programa da iniciativa foi apresentado esta sexta-feira à tarde, no salão nobre da reitoria da Universidade do Minho, tendo contado com a presença de Carlos Fontes, diretor dos Encontros, Miguel Bandeira, vereador do património na Câmara de Braga, e Manuela Martins, vice-reitora da Universidade do Minho.


Dando seguimento ao mote "Génesis" do ano passado, os Encontros da Imagem apresentam um programa com fotografias "que, além da componente estética, têm um papel interventivo", anunciou Carlos Fontes.


"Vamos ter exposições sobre ambiente, direitos humanos e racismo", revelou, apontando como destaques a exposição Holy, da fotojornalista norte-americana Donna Ferrato - que estará patente na Casa dos Crivos - , que aborda "os maus tratos às mulheres" num trabalho de "intervenção", com fotografias a preto e branco, e ainda o trabalhoThe Land of Elephants, da luso-francesa Silvy Crespo, que reflete a exploração de lítio em Portugal.


A Universidade do Minho é parceira dos Encontros da Imagem, ao ceder a Galeria do Paço e o B-Lounge, em Azurém, como espaços expositivos. A vice-reitora Manuela Martins disse que a academia "tem muito a ganhar" com a ligação, destacando ainda "o diálogo muito interessante entre a criação artística e os temas do quotidiano que interessa à Universidade".


A Câmara de Braga é outro dos parceiros dos Encontros, contribuindo com 35 mil euros para a realização do evento. O vereador do património, Miguel Bandeira, assinalou que "os Encontros da Imagem são um dos mais constantes e sólidos certames que já se confunde com Braga".


Toda a programação e locais expositivos da 31ª edição dos Encontros da Imagem podem ser encontrados aqui.

Deixa-nos uma mensagem